Por que gostamos tanto de churrasco?

A resposta dessa pergunta poderia ser uma constatação histórica ou uma pesquisa complexa, mas basta um passeio pelas ruas do subúrbio carioca em um final de semana ensolarado, pra entender facilmente o porquê de o carioca ser tão apaixonado pela cultura de se preparar e apreciar carne!

A cena será quase sempre a mesma: Famílias nos portões de suas casas com cadeiras de plástico, crianças brincando na rua em frente, uma churrasqueira fumegando, e grandes caixas de som tocando uma playlist que vai do pagode anos 90 ao samba! Tudo regado a muita cerveja e um cardápio onde reina o espetinho, o coração de galinha e a asinha de frango, acompanhados por maionese de legumes, farofa caseira, arroz e molho à campanha.

Seja nos churrascos de família ou amigos, em barraquinhas de nas esquinas ou em churrascarias, o carioca sempre se faz presente.

Nosso churrasco é um espelho direto da nossa forma irreverente de experimentar a vida, por isso, pratos leves e menores tem mais destaque que os maiores e mais tradicionais. O carioca não se sente obrigado a prender-se na tradição pra conservar o amor por churrasco.

Cada experiência de reunir amigos ou família, dividir a carne e partilhar alegrias é uma questão puramente fraternal.

Mais que tradição ou gosto culinário, o churrasco carioca é a expressão máxima de sua personalidade: Somos inconstantes e apegados ao mesmo tempo. Práticos e ao mesmo tempo, descansados. Nosso churrasco é leve, prático e mais que nos alimentar, forma pontes entre nós!

Esse foi o nosso artigo. Gostu dele? Temos muitos outros publicados aqui no site, mas antes de ir, não se esqueça de nos seguir pelo Facebook e Instagram!

Compartilhar:
error: